Sistemas E.R.P. (Enterprise Resource Planning) e a contabilidade gerencial

As empresas inseridas em um mercado competitivo, buscam na tecnologia, as ferramentas necessárias para enfrentar a competição globalizada e as inovações tecnológicas advindas da evolução da Tecnologia da Informação. Dentre as inovações tecnológicas modernas com maior impacto na gestão contábil e financeira das empresas, destacamos a Internet, o E-commerce (Comércio Eletrônico) e os sistemas ERP - Enterprise Resource Planning (Planejamento dos Recursos das Empresas). Podemos definir os sistemas ERP como uma arquitetura de software que facilita a integração do fluxo de informações entre todas as áreas da empresa, permitindo soluções e informações com base em um único banco de dados que interage com todos os aplicativos do sistema, eliminando redundância e redigitação de dados , assegurando a integridade das informações obtidas, oferecendo um conjunto de módulos que são pacotes funcionais individualizados para cada unidade de negócio dentro da organização ( contábil, financeiro, engenharia, planejamento e controle da produção, administração e materiais, etc.). O sistema gerencial moderno exige informações de qualidade com rapidez e confiabilidade o que vem de encontro com as propostas do sistema ERP onde a Contabilidade Gerencial encontra fontes de informações que utilizadas de forma conveniente pode tornar acontabilidade importante instrumento de gerenciamento. Atualmente, as empresas buscam na implantação de sistemas de gestão empresarial informatizados, conhecidos como E.R.P. "Enterprise Resource Planning", uma mudança real de postura gerencial e da implementação efetiva de todas as alternativas e esforços de melhorias. A evolução da tecnologia da informação vem permitindo soluções para integrar as diversas funções da empresa, gerando informações para a tomada de decisão gerencial de um empreendimento como um todo, no Brasil, devido à complexidade de sua legislação, as empresas são obrigadas a manter uma série de registros contábeis, financeiros e fiscais, incorrendo em pesados custos administrativos e acabam centrando no uso do ERP, quando utilizado para gerenciamento contábil e financeiro, apenas a elaboração de trabalhos de natureza burocrática que atendam as exigências da legislação quanto ao controle e programação de pagamento dos tributos, elaboração de balanço patrimonial e demonstração de resultado do exercício de acordo com as normas contábeis e legais, e relatórios de controle de caixa econtabilidade de custos históricos. Hoje em dia, os administradores estão conseguindo ver que gerenciar a função contábil e financeira de uma atividade, um departamento, um processo ou uma rede de operações com informações integradas é completamente diferente do trabalho isolado de silos funcionais simplesmente destinados a atender as normas da legislação, regulamentos contábeis e procedimentos financeiros e fiscais, e, o mais importante, visualizar que o módulo contábil e financeiro dos sistemas ERP, pode gerar informações a serem utilizadas num contexto estratégico maior, isto é, usar a tecnologia de informação como meio para um gerenciamento eficaz. Com o advento da Internet, aumentou não só a velocidade como a interatividade na disseminação da informação, diminuindo a defasagem entre a contabilidade financeira (tradicional) e contabilidade gerencial e diminuindo a distância entre as duas abordagens.

Gustavo Henrique Ramalho Pereira Contador Consultor de Negócios da Prime IT

Veja mais notícias e artigos:

Tel: (11) 5102-3180 / 3179

Fax: (11) 5102-2743

  • Facebook Basic Black
  • LinkedIn Basic Black
  • Black YouTube Icon

Rua Alcides Ricardini Neves, 12
Cj. 313/314/317
Brooklin novo - São Paulo - SP
CEP 04575-050

 

Site desenvolvido por LIF @ 2015