Bloco K

2017
2018
2019
Anos 70

Instituição do livro Registro Controle da Produção e do Estoque (Mod. 3)

O Mod. 3 passa a ser exigido por meio de processamento eletrônico de dados (P3)

Anos 90

Instituição e obrigatoriedade de entrega do Sped Fiscal

Anos 2000
2015

Previsão inicial
da obrigatoriedade do Bloco K

Obrigatoriedade para os demais estabelecimentos industriais, seus equiparados e atacadistas classificados nos grupos 462 a 469 da CNAE

Obrigatoriedade para os estabelecimentos industriais classificados nas divisões 10
a 32 da CNAE, cujas empresas tenham faturamento anual superior a R$ 78 milhões

Obrigatoriedade para os estabelecimentos industriais classificados nas divisões 10 a 32 da CNAE, cujas empresas tenham faturamento anual superior a R$ 300 milhões ou que estejam habilitados ao Recof (ou regime alternativo)

O DESAFIO

  • Nos últimos cinco anos, as ações encerradas com resultado aumentaram de 85,3% para 91,9% em razão da mudança na atividade de seleção e o aumento do uso de tecnologia.

  • Nos últimos dois anos, as auditorias externas caíram 16,78%, porém, as auditorias das obrigações acessórias aumentaram 13,03%, evidenciando que procedimentos fiscais feitos de maneira eletrônica podem aumentar cada vez mais.

  • Comparado o primeiro semestre de 2015 com o mesmo período do ano anterior, a fiscalização da Receita Federal teve um aumento de 39,7% de crédito tributário.

 

*Fonte: Receita Federal do Brasil

 

 

AS DIFICULDADES

Alguns desafios podem ser recorrentes na implementação do Bloco K na sua empresa, como por exemplo:

  • Diferenças de estoque devido a conversão de unidade de medida;

  • Inventário e entradas/saídas divergentes;

  • Itens produzidos e ordens de produção divergentes;

  • Controle dos processos frágeis ou até mesmo inexistentes;

  • Problemas na migração de dados;

  • Diferenças nas informações presentes no Sped Fiscal, como no bloco H e bloco K. etc.

 

 

A MULTA

As empresas poderão pagar uma multa de até 1% do valor do estoque caso forneçam informações incompletas ou não forneçam qualquer informação. Além disso, o Fisco pode arbitrar o inventário e penalizar as empresas por crime contra a ordem tributária.

 

 

AS OPORTUNIDADES

A implementação do Bloco K pode ser vista como algo a mais do que somente mais uma obrigação imposta pelo Fisco. Ela pode ser uma excelente oportunidade de melhoria nos processos de gestão da sua empresa no que diz respeito ao controle de inventário, cadastramento de materiais, indicadores de desempenho, etc.

 

O Bloco K também pode se transformar em uma grande oportunidade de caixa para as empresas em relação ao ressarcimento de ICMS-ST e crédito acumulado do ICMS, por exemplo.

 

 

A PRIME IT E O BLOCO K

O processo de implementação do Bloco K com a Prime IT possui 5 passos:

i. Start: Planejamento e Mapeamento das informações

ii. Plan: Análise do estado atual, identificar oportunidades e desenhar os processos para implantação

iii. Build: Treinamento e testes de diferentes cenários

iv. Deploy: Migrações de dados e entrada em operação

v. Operate: Suporte e operações assistida das primeiras entregas

 

A solução para Bloco K faz parte da parceria da Prime IT com a Thomson Reuters. O Mastersaf Smart, uma solução para a gestão financeira da sua empresa, está preparado para atender essa nova obrigatoriedade. Confira mais informações sobre o Mastersaf Smart aqui

 

A Prime IT também é parceira da Microsoft, trazendo o ERP Microsoft Dynamics 365 para as empresas de manufatura, contemplando as gestões financeiras, contábeis e de produção e tornando o processo de alimentação do Bloco K muito mais simples. Confira mais informações aqui.

 

Tel: (11) 5102-3180 / 3179

Fax: (11) 5102-2743

  • Facebook Basic Black
  • LinkedIn Basic Black
  • Black YouTube Icon

Rua Alcides Ricardini Neves, 12
Cj. 313/314/317
Brooklin novo - São Paulo - SP
CEP 04575-050

 

Site desenvolvido por LIF @ 2015